domingo, agosto 27

NOTAS: A DESCRIÇÃO DA MODERNIDADE PARA ENRIQUE LEFF



- está inscrita na era da imagem do mundo [20]

- funda ontologicamente e historicamente as ciências em geral [21]

- tem por fundamento a compreensão cartesiana do conhecimento, [o iluminismo da razão] e se constitui como imagem do mundo [21]

- Construção da Racionalidade da Modernidade:
[a] nascimento do capitalismo mercantil – revolução científica, revolução industrial – que constrói a racionalidade econômica como lógica suprema que organiza o social
[b] configuração de uma ordem de racionalidade que compreende o mundo por meio do método cartesiano: fundação do sujeito e do objeto
[c] recodificação das ordens ontológicas em termos econômicos
[d] desterritorialização dos modos de ser-no-mundo [26]

- É fundada por uma racionalidade que não é apriorística, a-histórica: a racionalidade da Modernidade é um fato histórico-social. [28]

- emerge da História da Metafísica [28]

- é claramente o mundo da Gestell de Heidegger [32]

- se edifica na “imagem de mundo” a qual estão o a priori da razão (Kant), a ideia absoluta (Hegel), autoconsciência do sujeito (Descartes), liberdade do ator social (Touraine) [33]

- insere e dissolve toda a singularidade (outridade) na sua universalidade (mesmidade dos princípios)
- é uma compatibilização: processo de modernização capitalista que em sua expansão hegemônica vai colonizando, dominando e explorando todos os confins do planeta

LEFF, E. A aposta pela vida. Imaginação sociológica e imaginários sociais nos territórios ambientais do Sul. Petrópolis: Vozes, 2016

0 comentários:

Postar um comentário